compilação de informação

Em janeiro de 2018 começamos os esforços de compilação de informação sobre a existência de árvores de grande porte em Lousada.

A ciência cidadã inicial

Com o objetivo inicial de implementar uma campanha de ciência cidadã que permitisse encontrar as árvores de grande porte que fossem reconhecidas pelos cidadãos foram criados e divulgados formulários simples em formato digital e formato impresso. Os primeiros, disponibilizados através deste website e os segundos em formato flyer, como página da revista municipal e ainda numa carta anexo à conta da água, tentando assim chegar a todos os cidadãos do concelho. Apesar deste esforço, não obtivemos mais de 100 registos em todo o concelho e por isso tivemos de mudar a estratégia.

A caminhada 

Começámos então por começar a procurar as árvores de grande dimensão do concelho. Para este projeto foram definidas como de grande porte qualquer árvore com um tronco com pelo menos 1,5 metros de perímetro medido à altura do peito. Algo como o limite que uma pessoa adulta consegue abraçar.

Fomos então para o terreno e após percorrer todas as ruas do concelho de Lousada e com o auxílio de imagens de satélite, pelo menos 7400 árvores de grande porte foram identificadas.

e o valor de cada árvore?

Sabendo que existem tantas árvores de grande porte, precisávamos de saber mais informação sobre cada uma. Esta informação foi compilada com três objetivos:

  1. conseguir perceber quais são as árvores mais importantes para a biodiversidade;

  2. calcular os serviços de ecossistema prestados por cada árvore

  3. ter dados concretos que permitam definir prioridades de ações focadas na conservação destas árvores.

Começou assim um processo de caracterização de cada exemplar, onde foram compiladas diversos tipos de informação:

  1. Sobre as características de cada árvore:

    1. Espécie​

    2. Estado de saúde (viva ou morta)

    3. Perímetro à altura do peito

    4. Altura total​

    5. Riqueza de microhabitats
       

  2. Sobre a gestão aplicada à árvore

    1. Proprietário da árvore​ (pública, privada)

    2. Estado de isolamento (agrupada, alinhada, isolada)

    3. Frequência de podas (periódicas, arbitrárias, sem podas)

    4. Qualidade de podas 

    5. Uso de solo envolvente

resultados alcançados

Até final de 2020 foi possível caracterizar 3700 árvores de grande porte, sendo este um processo contínuo do projeto.

Sobre os objetivos definidos, existem os seguintes resultados:

  1. Dissertação de mestrado de João Gonçalo Soutinho, disponível aqui,
    e com um resumo dos resultados aqui.

  2. Relatório de cálculos para cada árvore, desenvolvido por Marisa Graça. Por exemplo, em valores médios, cada gigante verde tem 1500kg de CO2 armazenado e sequestra anualmente 50kg de CO2, sendo assim verdadeiros sequestradores de carbono atmosférico.

  3. Publicação de Regulamento Municipal de Gestão de Arvoredo e Espaços Naturais, onde os dados compilados no ponto 1 foram incorporados nas medidas regulamentares criadas.

Infelizmente foi possível também perceber que pelo menos 400 árvores de grande porte desapareceram em Lousada neste período de tempo, resultante de 5 fatores principais:

  • Urbanização/Impermeabilização de solo - 27%

  • Intensificação agrícola - 23%

  • Desconhecido - 17%

  • Segurança - 17%

  • Uso pessoal - 10%

  • Morte natural - 6%

Flyer_GV_edited.png