microhabitats em árvores

São as características que permitem a ocorrência de um grande número de organismos nas árvores.

Incluem cavidades no tronco, ramos ou raízes mortas, perdas de casca, sinais de atividade de animais, ninhos, fungos, deformações, entre outros.​

Com a idade vem também um aumento de zonas com elevada complexidade e que assim providenciam habitat e alimento a muitos seres vivos.

 

Árvores de elevada dimensão, tanto em altura como em diâmetro, têm também, normalmente, idade superior a outras de menores dimensões e por isso também um maior número de microhabitats.

CAVIDADES,
ORÍFICIOS OU
BURACOS 
RAMOS 
SECOS
FERIDAS OU 
CASCA SOLTA
DEFORMAÇÕES
DO TRONCO
NINHOS
COGUMELOS
Os microhabitats identificados anteriormente são apenas exemplos do que pode levar à caracterização de uma árvore de elevado interesse ecológico.
 
Saiba mais sobre os microhabitats encontrados e as  espécies que podem estar dependentes deles.
 
Faça o download da aplicação móvel ou do catálogo de microhabitats (ambos disponíveis em Português).

IMAGENS ADAPTADAS DE: 

 

Kraus, D., Bütler, R., Krumm, F., Lachat, T., Larrieu, L., Mergner, U., Paillet, Y., Rydkvist, T., Schuck, A., and Winter, S., 2016. Catalogue of tree microhabitats – Reference field list. Integrate+ Technical Paper. 16p.

verde

associação para
a conservação
integrada da natureza

© Gigantes Verdes, 2021