microhabitats em árvores

São as características que permitem a ocorrência de um grande número de organismos nas árvores.

Incluem cavidades no tronco, ramos ou raízes mortas, perdas de casca, sinais de atividade de animais, ninhos, fungos, deformações, entre outros.​

Com a idade vem também um aumento de zonas com elevada complexidade e que assim providenciam habitat e alimento a muitos seres vivos.

 

Árvores de elevada dimensão, tanto em altura como em diâmetro, têm também, normalmente, idade superior a outras de menores dimensões e por isso também um maior número de microhabitats.

CAVIDADES,
ORÍFICIOS OU
BURACOS 
Importantes por permitirem
a existência de zonas com 
temperatura e humidade 
estáveis, protegidas de 
condições atmosféricas.
Perfeito para a nidificação de
aves e outros vertebrados,
além de permitir o desenvolvimento
de invertebrados que precisam de vários anos para se desenvolverem.
RAMOS 
SECOS
Oferecem condições de vida a seres-vivos que estão habituados 
a condições ambientais
mais extremas. 
Por estarem normalmente 
nas zonas mais expostas
das árvores, sofrem também maiores variações de temperatura e humidade.
FERIDAS OU 
CASCA SOLTA
Qualquer deformação na parte
exterior da árvore pode servir
como abrigo temporário para 
muitos animais.
 
Muitas vezes é aqui que a resina ou seiva escorre das árvores, providenciando alimento a seres vivos.
DEFORMAÇÕES
DO TRONCO
São normalmente criadas como resposta a aumentos de luz ou por defesa contra microorganismos ou parasitas.
É assim uma forma de defesa da árvore. 
Estas zonas permitem um aumento de zonas para proteção de muitos seres-vivos.
NINHOS
Importantes para muitos vertebrados e invertebrados.
 
Permitem o desenvolvimento de descendência além de serem zonas de alimento e reprodução para outras espécies secundárias.
COGUMELOS
São a parte visível de fungos que decompõem a madeira. 
São alimento ou habitat para muitas espécies de seres-vivos.
Importantes na fase final de vida das árvores, tendo como função a devolução dos nutrientes que estão na tronco de volta ao solo.
Os microhabitats identificados anteriormente são apenas exemplos do que pode levar à caracterização de uma árvore de elevado interesse ecológico.
 
Saiba mais sobre os microhabitats encontrados e as  espécies que podem estar dependentes deles.
 
Faça o download da aplicação móvel ou do catálogo de microhabitats (ambos disponíveis em Português).

IMAGENS ADAPTADAS DE: 

 

Kraus, D., Bütler, R., Krumm, F., Lachat, T., Larrieu, L., Mergner, U., Paillet, Y., Rydkvist, T., Schuck, A., and Winter, S., 2016. Catalogue of tree microhabitats – Reference field list. Integrate+ Technical Paper. 16p.